CONFIANÇA DO INDUSTRIAL MELHORA E ALCANÇA O MAIOR VALOR DESDE ABRIL DE 2014

 

Índice registra 46,9 pontos em julho. Apesar do resultado, indicador continua abaixo dos 50 pontos e da média histórica (53,3 pontos), mostra pesquisa da FIESC

 

 

Florianópolis, 18.7.2016 – A confiança dos industriais catarinenses na economia sinaliza melhora. O índice de julho alcançou 46,9 pontos e foi o melhor resultado desde abril de 2014, mostra a pesquisa Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), divulgada nesta segunda-feira (18). Apesar do resultado, o indicador continua abaixo dos 50 pontos e longe da média histórica de 53,3 pontos. Os valores variam de zero a cem. Quando estão abaixo de 50 revelam falta de confiança dos empresários. Clique aqui e veja a íntegra da pesquisa.

“A economia é muito movida pelas expectativas. Entramos em 2016 com baixa credibilidade do governo e falta de horizonte para o setor industrial. Isso vem se revertendo e é um dado positivo em Santa Catarina. Nos últimos meses houve um crescimento acentuado da confiança do empresário em relação ao futuro da economia. A prosseguir essa tendência, provavelmente, ainda no terceiro trimestre do ano reverteremos o quadro para um cenário um pouco mais otimista”, afirma o presidente da FIESC, Glauco José Côrte. Ele destaca que isso é importante porque determina muitas decisões de investimento. “Em Santa Catarina, apesar das dificuldades e da conjuntura difícil, o empresário ainda manifesta disposição de investir”, completa.

O cálculo é feito com base na opinião dos industriais sobre as condições econômicas atuais e as expectativas para os próximos meses. O índice de condições atuais passou de 36,1 pontos em junho para 38,4 pontos em julho. O indicador de expectativas na economia em julho registrou 51,2 pontos, 1,3 ponto maior que o resultado do mês anterior.

Em julho, o ICEI da construção civil registrou 42,5 pontos frente 39,2 pontos no mês anterior. A indústria de transformação passou de 46,4 pontos em junho para 47,6 pontos em julho. A pesquisa foi realizada em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) entre os dias 1º e 13 de julho. Participaram 202 indústrias catarinenses dos segmentos de transformação e construção civil.

Confiança nacional: os empresários brasileiros também estão menos pessimistas com o desempenho das empresas e da economia brasileira. O ICEI subiu pelo terceiro mês consecutivo e alcançou 47,3 pontos em julho. O valor é 10,1 pontos maior do que os 37,2 pontos registrados em julho de 2015.  Mesmo assim, o indicador continua inferior à média histórica, que é de 54,3 pontos, destaca a CNI. Clique aqui e saiba mais sobre a pesquisa e o resultado nacional.

 

 

 

 

Assessoria de Imprensa da FIESC